Quarta-feira, 4 de Maio de 2011

Metades iguais

 

O sentimento já tão familiar, tão sempre novo

da tua presença.

Oiço as tuas palavras enquanto sinto o teu calor.

Junto a mim.

Tão perto que

não encontro onde começamos ou

acabamos.

Somos, apenas.

 

 

[para sempre, tu* - 3/5/11]

música: Não desistas de mim
publicado por Sara às 23:47
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

Mundos

 

Aperta-me contra ti mais uma vez.

Abraça-me daquela forma profunda que deixamos de

Saber onde somos eu e tu,

E somos apenas.

Abraça-me, e no teu aperto sinto todos os lugares

E todas as músicas e todos aqueles que já fomos

E vimos e vivemos.

Abraça-me para sentirmos a tempestade de

Sentimentos que somos.

 

E lá fora não há mundo:

Só existe o teu abraço.

 

[20/12/2010 - Our Twisted Christmas]

música: "Heavy Metal Christmas", Twisted Sister
publicado por Sara às 02:02
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Novembro de 2010

A busca

   

Procurar nas memórias não é suficiente

Querer-te não é suficiente

Olhar-te não é suficiente

Sentir-te inteiro no meu abraço não é suficiente:

 

Deixei de encontrar o suficiente.

 

És tu, apenas tu. Não o suficiente:

Tu.

Até ao infinito.

 

[para Ti. sempre!]

tags: ,
publicado por Sara às 00:03
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Outubro de 2010

Pequenas distâncias

     

À luz crua de mais uma noite fora do resto do mundo,

O recorte do teu rosto. A tua respiração cadente.

O teu olhar.

Tocam mil músicas que só nós sabemos ouvir.

E o silêncio, e as palavras que não dizemos e que

Mesmo assim, existem para nós.

 

A singela beleza de cada momento contigo.

 

[3/10/2010 - My Perfect One!]

 

música: "Unconditional faith", Gotthard
publicado por Sara às 01:05
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Setembro de 2010

Horizonte

 

  

Nós:

Sentir-te. Esperar-te.

Tocar-te sem te querer largar.

Lembrar de cor cada pequeno gesto

Que é tão e só teu.

Guardar todos os breves momentos,

Por vezes tão imensos.

 

Somos. Simplesmente.

 

música: "Serenade"
tags: ,
publicado por Sara às 01:11
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Setembro de 2010

Lost words

 

 

Porque mesmo nos espaços que ficam

                entre nós

Eu sei. Sempre soube: és Tu.

 

«All I want is You... I can't stop loving You»

 

publicado por Sara às 01:11
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

Refúgio

   

Quero dizer-te:

Quero contar-te que nada é igual depois de ti,

Que os lugares onde estivémos são agora apenas nossos,

E as conversas são minhas e tuas.

Quero confessar-te que tenho medo,

Que agora não te quero perder,

Que és demasiado importante para mim.

O meu refúgio.

 

Quero dizer-te que te amo:

Nada maior e mais simples.

  

Ouves-me?

  

música: "Chasing shadows", Gamma Ray
publicado por Sara às 15:19
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

Longe

 
Procuro nas tuas palavras aquele conforto
Que encontro nos nossos abraços longos, 
Apertados.
 
Estás longe e estás aqui.
Sempre.
  
música: "Don't leave me", Axxis
publicado por Sara às 00:11
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Julho de 2010

Dentro do teu abraço

 
Entre nós não há palavras.
Não há medos. Entre nós não há o vazio.
Entre nós, há um mundo inteiro
De todos os lugares que foram e são nossos.
E há o toque das tuas mãos,
O calor do teu abraço.
E o sentimento que cresce a cada olhar.
Perco-me entre nós... quero ficar para sempre assim.
 
[29/7/10: porque te amo*]
   
música: "Don´t let me go"
publicado por Sara às 19:11
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Julho de 2010

Mons Lunae

 

Sem culpa, sem remorço, sem nada mais que

O sentimento cá de dentro, volto a ti. Dou-te a mão,

Levo-te até àqueles lugares que nos pertencem, que

Estão cheios de nós. Olho-te nos olhos e procuro

As palavras, a verdade de um olhar que me segura e

Me liberta e me leva sempre por caminhos

Onde existimos apenas nós

E o Infinito do teu olhar.

 

Tu. A doçura imensa de te encontrar

Sempre um pouco mais.

 

["18/7/10"]

 

música: "Fadas", Hyubris
publicado por Sara às 00:04
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

Nightmare in Black

 

Hoje vi o vazio.

 

Estavas longe e dizias adeus. E dentro desse adeus, era

como se nada tivesse acontecido, como se não tivessem

havido tantas horas infinitas e só nossas, como se não

existisse o calor do teu abraço e do teu corpo, como

se não quisesses lembrar-te do cheiro da minha pele e

de todas as palavras que trocámos.

 

Como se, naquela manhã, não nos tivéssemos somplesmente cruzado.

 

Mas

Existes, e todos os nossos momentos existiram.

Foram mais do que esperávamos, foram

a eternidade.

 

Não quero dizer-te adeus 

 

sinto-me: "Fallin", Lacuna Coil
publicado por Sara às 00:11
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Junho de 2010

Distâncias

   
Caminhos desconhecidos:
gestos que nos são já tão familiares e
que redescubro em ti.
A pureza de um acordar sem vendas.
Que sejas sempre tão assim.
  
[Os momentos que ficam cá dentro. Para sempre*]
   
música: "Chasing cars"
publicado por Sara às 06:25
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Abril de 2010

Sorrow

  
Encho as mãos do calor que vem de ti e
Que transforma os lugares em
Nossos, num momento e
Para sempre.
Encho os olhos do teu sorriso
E sinto a tua respiração.
O sussurro da tua voz.
  
Abraço-te.
    
música: "Still loving you", Scorpions
publicado por Sara às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

Olhar-te

 

O universo de sentimentos que despertas.

Como uma pequena explosão, cada vez que encontro o teu olhar,

A cada pedaço que desenterro de ti.

 

A eternidade em breves momentos.

A brevidade de um olhar eterno.

 

[21/2/10 - a loucura entre nós.

únicos, sempre]

 

música: "Look at you"
publicado por Sara às 23:06
link do post | comentar | favorito
Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

Unspoken

 

Naquele escuro da noite, o recorte da tua expressão

Quando falamos de mundos e de sonhos.

As nossas músicas desenham segredos que nunca contámos.

 

Abraçamo-nos com a sofreguidão da primeira vez.

Da última vez. A mesma de todos os momentos em que somos

Só nós e o escuro da noite.

 

[11/2/10 - To all the unspoken words you read on my lips.

Here's to you*]

 

música: "Tornado of souls", Megadeth
publicado por Sara às 00:42
link do post | comentar | favorito
Sábado, 30 de Janeiro de 2010

Murmúrios

 

Levo-te novamente aos pedaços secretos de uma felicidade

que não esperei. Aperto-te contra mim, procuro sentir os teus dedos

segurar a minha mão.

Pequenos murmúrios só nossos.

 

[28/1/10 - para ti*]

 

música: "Unhearted", Moonspell
publicado por Sara às 01:44
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Janeiro de 2010

Never say Goodbye

 

There isn't much I haven't shared
With you along the road
And through it all there'll always be
Tomorrow's episode
Suddenly that isn't true
There's another avenue
Beckoning the great divide
Ask no questions, take no side
Who's to say who's right or wrong
Whose course is braver run
Still we are, have always been
Will ever be as one

What is done has been done for the best
Though the mist in my eyes might suggest
Just a little confusion about what I'll lose
But if I started over I know I would choose
The same joy, the same sadness each step of the way
That fought me and taught me that friends never say...
Never say goodbye

Suddenly that isn't true
There's another avenue
Beckoning the great divide...
I would choose
The same joy, the same sadness each step of the way
That fought me and taught me that friends never say...
Never say goodbye

Never say goodbye.

 

[à nossa Eternidade. Adoro-te]

 

música: "Friends never say goodbye"
publicado por Sara às 00:03
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

Shadows and dust

 

Entre sombras e silêncios desenha-se um caminho. Parece

não ter destino, parece apenas vaguear pelo escuro, talvez

até se perca por entre dúvidas e ilusões.

 

Conta-me histórias.

 

A tua voz é o meu caminho. É nela que encontro sentido. Não há

sombras quando tu falas. Apenas o calor de te descobrir aqui,

a segurar a minha mão enquanto seguimos.

Não há sombras no caminho.

 

Até as coisas abandonadas têm algo para contar.

 

«Not all those who wander are lost»

 

música: "Silent lucidity", Queensryche
publicado por Sara às 23:41
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Epiphany

Tudo o que me fazes sentir.

Abrir os olhos e descobrir-te outra vez.

That one night.. the rest of my life!!

 

tags:
publicado por Sara às 23:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

Segredo..

 

Num mundo cheio, tão cheio, talvez cheio demais, de passos

perdidos, de rumos vagos, de rotinas que sufocam, que

apagam e tornam tudo morno, cinzento, e os dias todos iguais,

 

Encontrei-te.

 

A força inigualável do teu abraço, do teu olhar. A segurança

de tudo o que já existe. E segurar a tua mão. Quero dizer-te

todos os segredos que as palavras não conseguem contar.

 

[4/1/10. inesquecível, inigualável.]

 

música: "Welcome to my heart"
publicado por Sara às 23:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 2 de Janeiro de 2010

Princípios

 

A história que nunca acaba. Aquela que tu me contas

nas palavras, e entre as palavras, e nos sorrisos que são teus

e são meus, e que quero guardar sempre por mais um bocadinho.

E depois, os silêncios. Os teus silêncios que doem, que marcam,

que não me deixam acreditar.

Vens, mais uma vez. Incerto, tranquilo. Como água entre os dedos.

Espero-te no limiar da minha vontade, porque te quero sempre

ainda mais. Ouvir tudo o que soa num simples abraço, num beijo

que somamos a todos os outros e que nunca é igual, mas único, como

Tu. Como a história que continua.

 

música: "The fire still burns", Axxis
publicado por Sara às 00:37
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Retalhos

 

Sem culpa e sem perdão. És simplesmente

Tudo o que eu desejo.

Todas as loucuras e paixões e sonhos

Somados

Em ti.

Escrevo palavras sem nome no teu corpo,

No teu abraço que me queima. E tu

Desenhas mundos nos silêncios

E apertas-me mais. E o vazio entre nós desaparece. E

Não há espaço, ou tempo. Só nós.

 

Conduz-me do ilusório ao real, das trevas à luz, da morte à imortalidade.

 

[Amo-te*]

 

música: "Dreaming"
tags: ,
publicado por Sara às 00:46
link do post | comentar | favorito
Sábado, 7 de Novembro de 2009

Fire

 

Lose yourself in my arms

Surrender to the power inside

Let it flow through your veins

And rush inside your every breath:

I am all you desire.

 

[5/11/09]

 

música: "Dance in the Starlight", Axxis
publicado por Sara às 00:15
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Sufocadas

 

Entre os nossos breves momentos, chega

O silêncio das palavras que não dizemos, e que

O medo não apaga, e que crescem a cada momento,

Até sufocarem na garganta. E voltamos a calá-las, com

Medo, o medo que cresce com elas por não sabermos

Se tudo se esvai apenas com palavras, e se as palavras

Só por elas apagam o medo que cresce. E então caminhamos

De mãos dadas e em silêncio.

 

E em silêncio tu olhas devagarinho  para mim,

Olhas bem para os meus olhos

E eu sei.

Eu sei que não precisamos das palavras.

 

música: "In the air tonight", Full Blown Rose
publicado por Sara às 23:47
link do post | comentar | favorito
Domingo, 18 de Outubro de 2009

Insónia

 

 

Existe o teu rosto desenhado

Na minha memória, existe

O cheio quente da tua pele na minha,

Existe

O calor ardente do teu corpo,

A vertigem inebriante de ti.

 

Existes.

 

E quando não és, o vazio

Cresce até doer por dentro.

Até não haver nada mais.

 

Procuro-te nos recantos esquecidos dos dias felizes.

 

música: "Trust", Megadeth
publicado por Sara às 13:15
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

Sombras

 

Só em segredo guardo o medo de te ver seguir.

O medo de te deixar sem saber.

Tantas vezes te perco no escuro.

 

E tu não vês.

 

música: "The hardest part of letting go", Megadeth
publicado por Sara às 23:32
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Julho de 2009

Estórias

 

Perdidos no tempo,

Encontramo-nos a meio do nada.

Entre partir e ficar.

 

Oiço as tuas palavras.

As músicas que tocam só para nós

E que ecoam nos silêncios breves

Das nossas respirações.

 

A doce ilusão de querer-te

                para sempre

 

[a simplicidade perfeita de cada momento contigo...*]

 

música: "Hoppípolla", Sigur Rós
publicado por Sara às 00:24
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

Filosofias

 

Já te disse o quanto adoro

Todos os teus pedaços

Todos os rasgos

Que te tornam único?

 

Agarra-me,

Aperta-me com força

Até não sermos mais,

Nada mais.

 

[não sei porquê, apenas que sim. os teus arrebatamentos, a tua intensidade, a tua paixão. és tudo o que quero]

 

música: "Blind enchantment", RAMP
publicado por Sara às 03:10
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

Presente

 

Na loucura de instantes fugazes,

Eu e Tu.

Um fogo de sentimentos.

 

Perfeito.

 

[o melhor aniversário de sempre, momentos vividos com toda a paixão. quero-te, quero tudo aquilo que te torna único]

 

música: "Skin on my teeth", Megadeth
publicado por Sara às 23:11
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Julho de 2009

Ardente

 

O perfume no meu corpo

O resto de suor que sinto

É teu o olhar que persiste

O murmúrio que teima em ficar

 

Sinto o calor das tuas mãos

Leva-me onde não temos fim

 

[e quando nos despedimos, começa a mais longa viagem. quando não te vejo e só te sinto, quando não sei e tenho a certeza. porque voltamos sempre, sem culpa ou perdão. não sei não gostar assim de ti. 29.6.09]

 

música: "Meliae", Tiamat
publicado por Sara às 00:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Murmúrios

 

Rasgos de momentos perfeitos

Murmúrios guardados na nossa pele

E que que ficam

Presos

Apenas em nós.

 

Guardo a essência do teu sorriso,

Do teu toque quente.

 

E somos loucos...

E somos felizes.

 

«Beyond tomorrow, I have seen so many things»

 

[A paixão de tudo o que me dás e me fazes sentir. A vontade de ser sempre um pouco mais tua. Nunca te quero perder*]

 

música: "A scar for life", Scar for life
publicado por Sara às 13:48
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Junho de 2009

Entre ti

 

Volta.

Traz contigo memórias e sonhos.

Traz a doce ilusão

De ser, de estar

Completa.

Vem.

 

[Fazes parte de mim. Adoro os teus beijos roubados na multidão. Adoro a tua loucura entusiasmante, esse brilho único nos teus olhos. Quero-te tanto!]

 

música: "Free bird", Lynyrd Skynyrd
publicado por Sara às 13:18
link do post | comentar | favorito
Domingo, 31 de Maio de 2009

Espelhos

 

Vejo-te caminhar no escuro

Para mim.

Vejo-te quando murmuras o meu nome.

Vejo-te despido dos espelhos do mundo.

 

E sei que é a ti que pertenço.

 

I can fly
But I want his wings
I can shine even in the darkness
But I crave the light that he brings
Revel in the songs that he sings
My angel Gabriel

I can love
But I need his heart
I am strong even on my own
But from him I never want to part
He's been there since the very start
My angel Gabriel

Bless the day he came to be
Angel's wings carried him to me
Heavenly
I can fly
But I want his wings
I can shine even in the darkness
But I crave the light that he brings
Revel in the songs that he sings
My angel Gabriel
  

[That one night.. My Dark Prince]

 

música: "Gabriel", Lamb
publicado por Sara às 22:14
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 26 de Maio de 2009

Laços

 

Por mais tempo que passe

Ardes cá dentro.

Como se te redescobrisse a cada encontro

E te juntasse aos pedaços

Até seres completo,

Inteiro.

Até seres Tu.

 

[a satisfação de momentos perfeitos que ficam gravados para sempre... só entre nós, só Tu e Eu]

 

 

música: "Aquarius", Within Temptation
publicado por Sara às 00:21
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Misterioso

 

Por mais que procure

Que chegue perto, que me queime na tua chama

Não te encontro

  

E tu segues e voltas

E sorris e dizes e escondes 

E eu não sei

Nunca sei

Por onde se perde o teu olhar

 

E dói

O teu silêncio, a dúvida

O medo de te perder

 

Entre todos os encontros fortuitos

Não te quero deixar ir

 

[quero tanto todos os momentos contigo - aqueles em que me fazes sentir tua, só tua. aqueles em que as palavras dizem apenas o que os nossos olhos não conseguem atingir. quero-te como se quer o impossível - apaixonadamente.. loucamente.. eternamente]

 

música: "You found me", The Fray
publicado por Sara às 00:02
link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Maio de 2009

Reminiscências

 

Não sei.

Perguntas-me porquê:

A eterna dúvida

Sem resposta, sem razão.

 

Sei apenas que sim: volto.

 

 

[o vício da tua paixão, da tua garra, da tua autenticidade em todos os momentos... és simplesmente Perfeito]

 

música: "She-wolf", Megadeth
publicado por Sara às 23:55
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

Retorno

 

 

A imensidão secreta de te ter

Em todos os lugares

Em todos os momentos.

 

Porque tudo me leva sempre a ti.

 

[a beleza tão simples, tão pura, tão inata de todos os momentos contigo, e que as palavras simplesmente não sabem contar. E tudo fica apenas guardado em nós.]

 

música: "Queen in Black", Axxis
publicado por Sara às 00:08
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Secreto

 

Em segredo

Só em segredo

O medo de te perder.

 

No silêncio escondido

Algures dentro de mim

O medo de não te ver.

 

Porque a cada despedida

Há um Adeus pequenino, escondido. 

E entre todos os medos

Apenas a certeza

De ti.

 

«What this means to me is more than I know you believe

What I thought of you now

Has cost more than it should for me»

 

música: "Street of dreams", Guns'n'Roses
publicado por Sara às 23:57
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

Encontro

 

Encontro-te.

Sempre.

 

Entre a multidão. Entre nós.

Entre o tempo que não temos.

E nos dias longos

Que ficam na memória.

 

Encontro-te sempre.

Só a ti.

 

«You are my doom ... and my destiny»

 

música: "Doom of destiny", Axxis
publicado por Sara às 23:37
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Abril de 2009

Vício

 

Voltamos,

Como se não houvesse alternativa,

Como se fosses

Tudo o que conheço,

Tudo o que quero.

 

Agarras-me tão perto,

Tão perto de ti.

 

O brilho do sol nos teus olhos

 

«How did you get inside me?..»

 

música: "Everything invaded", Moonspell
publicado por Sara às 23:20
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 31 de Março de 2009

Simples

 

Oiço-te respirar

Sinto o teu calor

Enquanto dormes

E apertas a minha mão.

 

E o perfume dos teus cabelos revoltos.

 

Amar-te é tão simples.

 

música: "Bed of Roses", Bon Jovi
publicado por Sara às 11:47
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Março de 2009

Em segredo

 

Na sofreguiDão do êxtase

Perdemo-nos

EsqUecemos

Morremos

 

E somos o nAda e o tudo

 

Queima-me contRa ti

Enrola-me nessa Tua pele

 

E leva contigo, em sEgredo

Estas horas perdidas do tempo

 

(Indescritíveis... só vividos, todos os momentos contigo. Queimas-me com a tua luz. E fazes-me querer-te mais, sempre mais)

 

música: "Burn in hell", Dimmu Borgir
publicado por Sara às 23:17
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Espiral negra

 

Abismo escuro, esse sem ti.

Medo e insegurança de não te saber.

Palavras que não sei explicar.

Silêncios longos de solidão.

 

Onde estás?

Quero sentir-te mais perto,

Mais perto...

Abismo escuro

Espiral negra:

Caminhar sem ti.

 

[entre toda a felicidade, aquele medo grande de te perder...]

 

música: "Dangers of the faithless", Testament
publicado por Sara às 01:17
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Use your illusion

 

 

Os teus olhos azuis que me fazem acreditar...

                              numa verdade que pode nem existir... 

                                                               Não somos feitos de ilusões?

                                                                                                             Quero-te.

 

música: "Sweet child o' mine", Guns'n'Roses
publicado por Sara às 00:52
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Março de 2009

Luz

 

És.

Puramente,

Simplesmente.

 

Arrastas-me nessa tua paixão.

Perco-me nas nossas horas,

Na espiral do tempo que não é tempo,

Nos segundos que passam por nós

Sem os conseguirmos agarrar.

 

Esquecemos o mundo.

 

Esmaga-me no teu abraço,

Aperta-me mais e mais contra ti,

Até não nos sabermos distinguir,

Até ser completamente tua.

Só tua.

 

«When nothing fits and nothing seems right»

 

música: "I'll be there", Megadeth
publicado por Sara às 00:13
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Calor de ti

 

Palavras gastas

Tantas vezes usadas

Sem sentido.

Sem sentir.

 

Sinto-te e sei que te quero.

Quero abraçar-te mais uma vez

E outra. Sempre.

Quero que me segures na cara e me beijes.

Quero o calor do teu corpo.

 

Quero a vertigem que é só tua,

Que só tu me fazes sentir.

 

Palavras pequenas,

Palavras que não chegam para dizer

O quanto te quero.

 

 «Voltarei... para sempre»

 

música: "Love of a lifetime", Firehouse
publicado por Sara às 11:44
link do post | comentar | favorito
Sábado, 28 de Fevereiro de 2009

Horizonte

 

Livre. Intenso. Verdadeiro.

A imensidão de ti

Em todos os nossos breves instantes..

 

Quero-te

Sempre mais...

Medo. De te perder,

De te ver partir.

 

E tu voltas, sempre.

 

«We'll always find each other..»

 

música: "Facing Reality", Imperia
publicado por Sara às 00:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Realidades

 

Minto-me mais uma vez

Sempre que acredito na sua verdade.

 

Alguma vez existiu?

 

Procuro-o mais e mais

Sem o encontrar,

Sem sequer o ver ou sentir.

 

E ele ignora.

Ele não vê que a todas as despedidas

Arranca mais um pedaço de mim.

 

música: "Windrider", Ensiferum
publicado por Sara às 00:20
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

Estranhamente

  

Às vezes esqueço-me do que somos,

Do que não somos.

Breves momentos apenas

Em que sou tua e tu és só meu.

E nesses instantes

Infinitos e tão fugazes

Perco-me de mim.

Do mundo. Da realidade.

E a realidade és só tu.

As tuas palavras e os teus silêncios,

Tudo o que fica por dizer,

Tudo o que nunca me vais contar.

E somos apenas dois estranhos,

Duas pessoas que se olham sem se ver.

Procuro-te na ânsia do teu beijo,

Do teu abraço, do teu toque.

Procuro a verdade nos teus olhos,

Na tua boca.

E oiço o meu nome escapar

Quando me apertas com força

Com tanta força

Contra ti.

E agora misturamo-nos nessa sofreguidão

E somos um e outro

E nenhum

E ninguém.

 

E depois, o silêncio.

O absurdo

A loucura de mais palavras vazias.

E voltamos a ser dois estranhos

Que se olham sem se ver.

 

música: "My Immortal", Evanescence
publicado por Sara às 23:55
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Efémero

 

 

Vertigem.

Quero-te até não termos fim,

Até não sabermos o começo,

Quero-te perdido em mim.

Sentir a fúria da tua paixão,

Minha por breves momentos.

 

Quero-te.

 

«The sands of time for me are running low... »

 

música: "Hallowed be thy name", Iron Maiden
publicado por Sara às 20:44
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

Wanderer

  

Entre o escorrer do Tempo,

Só tu,

Só tu permaneces.

 

Tu, único entre todos.

Tu, que não cabes em palavras.

Tu, aquele que insisto em querer

Sempre... sempre um pouco mais.

 

Deixa-te ficar.

 

   "There's a storm in his heart

And a fire burns his soul"

 

música: "Wanderer", Ensiferum
publicado por Sara às 00:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

Palavras mudas

 

Entre cada abraço apertado,

Entre a distância mínima que nos separa,

Entre cada momento que é nosso

Ficam palavras mudas.

  

Pergunto-te mil vezes

Se me vês,

Como me vês.

Pergunto-te o que somos,

O que sentes cá dentro

Quando o teu olhar divaga

E se perde bem longe.

 

Pergunto-te tantas coisas

Que não te sei dizer

E que ficam caladas cá dentro,

Sem respostas.. sem saber.

 

Quero-te, ainda assim.

Quero cada vez mais..

Ensina-me a encontrar

Esse caminho até ti.

 

música: "Mais uma vez"
publicado por Sara às 23:07
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

A História

 

 

     All of these line across my face

             Tell you the story of who I am

               So many stories of where I've been

                       And now I got to where I am

But there stories don't mean anything

       When you've got no one to tell them to..»

 

música: "The story", Brandy Carlile
publicado por Sara às 23:17
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008

Eternidades

 

Tenho medo, mas deixo-te entrar.

Prefiro assim.

Prefiro acreditar em ti,

No que me dizes entre palavras.

Prefiro assim.

 

Tudo o que ficou para trás,

Tudo o que não volta,

Tudo o que correu mal:

Deixemos para trás.

 

É agora que eu quero,

É a ti.

 

São os momentos

Em que somos infinitos.

Eternos.

E a ti.

 

"... And give my all for you..."

 

música: "All the way", Poets of the Fall
publicado por Sara às 23:18
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Abraço

 

Foste,

Mais uma vez

O fim e o princípio,

O nada e o Tudo

Cá dentro, em nós.

 

Foste,

Um pedacinho mais.

Mais verdadeiro

Mais intenso

Mais único.

 

Fomos,

Sem segredos.

Na paixão dos nossos momentos

Em que cabem

Palavras e lugares

E músicas e caminhos

E eu e tu.

 

E continuamos.

E hoje, somos mais

E entre os nossos silêncios,

Eu e tu.

  

[Para ti. Porque és sempre mais, porque me apertas contra ti, porque seguras a minha mão. "Eu não te deixo cair.."]

 

música: "Blind", Lifehouse
publicado por Sara às 18:49
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Até ti

 

Espero-te.

O tempo escorre lentamente

Por entre os dedos,

Mas eu sei que tu vens.

E em cada segundo cabem outros tantos,

Todos aqueles que passámos juntos,

Todos em apenas um só.

Espero-te.

Com a segurança de saber

Que o teu beijo não foi o último,

Mas um entre tantos mais

E que o teu abraço apertado

É apenas para eu me perder

E que cada passo que damos

Nos traz de volta, aqui.

 

Aqui, espero-te.

E eu sei que tu vens.

 

«Love. Devotion. Feeling. Emotion»

música: "Return to innocence", Enigma
publicado por Sara às 23:39
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Julho de 2008

Lapso

 

Porque fazes parte de mim.

Sinto a eternidade

No teu olhar,

E procuro.

Procuro a segurança

Do teu abraço.

Procuro os momentos

Que roubamos ao tempo

E que são apenas nossos.

Procuro-te.

E tu permaneces.

 

«Until the end of time»

 

música: "Monther Earth", Within Temptation
publicado por Sara às 18:07
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Abismos

 

 

 

Contigo

Oiço todas as músicas que nunca toquei,

Aquelas que não sabia existirem,

As que me segredam palavras escondidas

Sobre o meu mundo.

Contigo...

Descubro novos segundos a cada segundo,

Porque o tempo contigo é tanto e tão pouco,

Porque contigo o tempo não é tempo,

É apenas estar contigo.

Procuro o teu sorriso quente 

Que encerra tudo o que não dizemos

Em todos os nossos momentos,

As nossas pequenas eternidades.

Contigo

Sinto aqueles lugares

Que existem só para nós,

 

Quero o toque da tua mão:

leva-me aos nossos abismos.

  

Ignite the skies with your eyes...*

 

música: "Scorpion Flower", Moonspell
publicado por Sara às 22:45
link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Junho de 2008

Na multidão

 

Ainda sinto

Tudo

No calor do teu abraço.

 

Perdidos na multidão,

Só nós dois e a multidão

E a luz do teu sorriso feliz

E a loucura de momentos

Que nunca esqueceremos.

 

(5.6.08) 

 

música: "Alma Mater", Moonspell
publicado por Sara às 14:27
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

Presente

 

 

  

Esquecer-te:

Apagar para sempre as horas

Que passaram só para nós,

Deixar aqueles lugares

Que descobrimos e que construímos

À nossa medida...

 

Esquecer-te.

Esquecer todas as sensações

Que explodem apenas com um olhar

Ou o teu toque,

O teu cheiro,

Todo o teu corpo misturado no meu

Naquela vertigem de te querer.

 

Esquecer-te,

Deixar essa tua presença

Segura, inebriante.

Esquecer o som da tua voz.

 

Esquecer-te?

Não posso...

Não o quero.

 

música: "Sweet child of mine", Guns'n'Roses
publicado por Sara às 00:24
link do post | comentar | favorito
Domingo, 18 de Maio de 2008

Vertigem

      

Misturada num abismo de sentimentos

Encontro a cada segundo

A Razão e a Loucura,

E a Paixão, e a Vertigem,

O Tudo e o Nada

Cá dentro.

 

Procuro-te por caminhos incertos

 

Na cadência dos minutos, horas, dias

Em que tudo é igual e sempre novo

Só tu permaneces.

E o teu sorriso. E as tuas mãos.

E o teu olhar.

 

E não sei dizer-te que te quero:

cada dia um pouco mais.

 

música: "Stay by me", Axxis
publicado por Sara às 23:56
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Abril de 2008

Respostas

 

 

Às vezes pergunto-me

se sabes todas aquelas palavras

que ficam por dizer, que ficam

perdidas entre as nossas mãos,

perdidas

nos sussurros dos teus lábios

 

Às vezes pergunto-me

se vês com a mesma intensidade

todas as nossas cores,

todos os nossos lugares,

se ouves as nossas músicas nos silêncios

tão nossos

 

Às vezes pergunto-me

se temes o mesmo vazio

(pequeno e tão imenso)

quando te vais embora

 

Pergunto-me, às vezes...

se sabes que te amo...

     

música: "Promises", Megadeth
publicado por Sara às 00:05
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Secrets untold

  

Porque tens sempre as palavras certas

Mesmo quando não precisas de as dizer:

Oiço-as no teu sorriso quente,

Na transparência do teu olhar.

 

Porque já me deste tanto,

Tanto...

Porque há momentos que não cabem

Nas palavras comuns

Que todos conhecem, que todos usam:

Só eu e tu os sabemos,

Só nós os sentimos.

 

Porque me vês como sou,

Sem espelhos, sem a banalidade do mundo:

Apenas como sou.

Porque me dás a mão,

Mesmo quando só preciso de saber que estás aí.

 

Porque és tu, sempre tão tu,

Em todos os momentos.

Porque me fazes querer ser alguém melhor.

 

Porque há sentimentos 

Que nos nossos silêncios

Só tu podes entender.

  

És tu.. tão presente na minha vida,

Que me fazes sorrir e saber

Que vale a pena cada novo segundo,

Que viver é esta descoberta permanente.

 

Porque gosto tanto de saber que estás aí..*

   

"Everyting happens for a reason"

 

música: "That's what the wise lady said", Angtoria
publicado por Sara às 23:02
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

O teu silêncio

 

Lá fora, apenas a luz das estrelas.

 

Tu sabes os segredos do silêncio?

Nele, encontro-te e perco-me em ti.

Nele, apenas te sinto

Na vertigem de te querer

Sempre um pouco mais...

 

Conta-me mais sobre ti:

As tuas certezas, os teus medos,

Os teus sonhos, o teu mundo...

Quero saber-te como te sinto,

Sempre tão verdadeiro, sempre tu.

Quero o teu toque, o teu cheiro,

Quero a luz desse teu olhar

Onde tudo é tão claro, tão simples...

 

Tu sabes os segredos do silêncio?

Deixa-te ficar...

 

música: "Pontes entre nós"
publicado por Sara às 23:32
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

Unsuspecting afternoons..

 

 

«The biggest lie you ever told - your deepest fear about growing old
The longest night you ever spent - the angriest letter you never sent
The one you swore you would never leave - the one you kissed on new years eve
The sweetest dream you had last night -- your darkest hour, your hardest fight

I wanna know you - like I know myself
Im waiting for you - there ain't no one else
Talk to me baby - scream and shout
I want to know you - inside out


I wanna dig down deep - I wanna lose some sleep
I wanna scream and shout - I wanna know you inside out
I wanna take my time - I wanna know your mind
You know there ain't no doubt - I wanna know you inside out

The saddest song you ever heard - the most you said with just one word
The loneliest prayer you ever prayed - the truest vow you ever made
What makes you laught, what makes you cry
What makes you mad, what gets you by
You highest hight, your lowest low - these are the things I need to know

I wanna know you - like I know myself
Im waiting for you - there ain't no one else
Talk to me baby - scream and shout
I want to know you - inside out


I wanna dig down deep - I wanna lose some sleep
I wanna scream and shout - I wanna know you inside out
I wanna take my time - I wanna know your mind
You know there ain't no doubt - I wanna know you inside out


I wanna know your soul - I wanna lose control
Come on and let it out - I wanna know you inside out
I gotta dig down deep - I wanna lose some sleep
I wanna scream and shout - I wanna know oyu inside out

Tell me everything...»

 

[because you are so special to my life right now... because you take me to places i've always wanted to be... because there is always so much to be and so little time... and still you are*]

 

música: "Inside out", Bryan Adams
publicado por Sara às 13:14
link do post | comentar | favorito
Sábado, 8 de Dezembro de 2007

Sentir (te)

 

 

  

Cada dia, cada hora, cada segundo...

Sempre um pouquinho mais perto de ti.

 

Conto o tempo até nós,

Vivo intensamente a alegria

De te esperar,

De te saber, de te querer.

 

Não sei dizer-te o que sinto:

Não sei chamar-lhe mais do que sentir.

Sei-me infinitamente preenchida

Por fazeres parte de mim.

 

Minha coincidência, meu segredo...

Sem o saber, sem te esperar

Sorris para mim.

  

«Sometimes, it hurts to watch you leave:
It feels like you take a part of me with you
I never know how it'll be
I guess its just a mystery»

 

música: "The real thing", Bo Bice
tags:
publicado por Sara às 19:29
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Stolen Moments

 

  

Momentos

     roubados...

Instantes retirados

De uma vida já vivida

    e por viver...

Segundos, perdidos

Na sofreguidão

   na vertigem

   na loucura de te querer...

  

Tu

Só tu e eu:

   Nós

Longe e perto,

Só agora, só aqui...

Sem tempo para perguntar

As respostas que não queremos escutar,

As perguntars que nos distanciam

   - Longe, tão longe de ti...

 

Nós, só nós e nada mais

Perdidos nos nossos instantes eternos

Sempre diferentes e tão iguais...

  

«Save me, I'm falling again...

Keep me from breaking in a million pieces

In the end, no matter what I do

There's nowhere - nowhere to go

But you...»

  

música: "Nowhere to go"
publicado por Sara às 12:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

Infernum

   

Chego, denovo, mais perto...

Só um pouco mais perto

O suficiente para te sentir.

 

Um pouco mais, só um pouco...

Sinto-te como o fogo

E continuo a querer tocar-te

Só um pouco mais...

Até estar demasiado perto,

Tão perto que ardemos nesse teu fogo

Nas chamas que são os teus lábios

Em todo o calor de ti...

 

Não há razão - só sentimento

Sempre igual, sempre eu e tu...

 

música: "The vision", X-Ray Dog
tags:
publicado por Sara às 13:30
link do post | comentar | favorito
Domingo, 11 de Novembro de 2007

Reencontrar-te

 

"Passou tempo e eu não esperava que, um dia, chegasses. Mas passou tempo. Um dia, chegaste. Caminhávamos na rua. Eu pensava em qualquer coisa que não era a ideia de chegares, como uma avalanche que arrasta tudo à sua passagem, como uma multidão a pisar cada pedaço de terra. E a rua ficou deserta quando nos aproximámos. Éramos desconhecidos no instante em que olhámos um para o outro. Passou esse instante e, dentro de nós, conhecemo-nos. Chegaste. Eu não te esperava. Contigo trouxeste a ternura, o desejo e, mais tarde, o medo. Chegaste e eu não conhecia essa ternura, esse desejo. Em casa, no meu quarto, neste quarto, revi os teus olhos na memória, a ternura, o desejo. E, depois, aquilo que eu sabia, o medo. E passou tempo. Eu e tu sentimos esse tempo a passar mas, quando nos encontrámos de novo, soubemos que não nos tínhamos separado"
 José Luís Peixoto
música: "You and I", Scorpions
publicado por Sara às 19:11
link do post | comentar | favorito

Passagem

web design company directory

Sons do momento

Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Procurar nas memórias...

 

Outros pensamentos

Metades iguais

Mundos

A busca

Pequenas distâncias

Horizonte

Lost words

Refúgio

Longe

Dentro do teu abraço

Mons Lunae

Nightmare in Black

Distâncias

Sorrow

Olhar-te

Unspoken

Murmúrios

Never say Goodbye

Shadows and dust

Epiphany

Segredo..

Princípios

Retalhos

Fire

Sufocadas

Insónia

Sombras

Estórias

Filosofias

Presente

Ardente

Murmúrios

Entre ti

Espelhos

Laços

Misterioso

Reminiscências

Retorno

Secreto

Encontro

Vício

Simples

Em segredo

Espiral negra

Use your illusion

Luz

Calor de ti

Horizonte

Realidades

Estranhamente

Efémero